Políticas públicas, gênero e autonomia econômica das mulheres: uma análise de programas do governo brasileiro no período de 2000 a 2007

DSpace/Manakin Repository

Mostrar registro simples

dc.contributor.author FREITAS, Ana Maria Lacerda de
dc.contributor.other Orientadora, Profª. Drª. Luciene Rodrigues
dc.date.accessioned 2015-05-26T20:44:36Z
dc.date.available 2015-05-26T20:44:36Z
dc.date.issued 2011
dc.identifier.uri http://acervodigital.mds.gov.br/xmlui/handle/123456789/647
dc.description Por questões de direitos autorais o Download deste material deve se feito pelo Link a seguir: http://www.ppgds.unimontes.br/index.php/component/edocman/?view=document&id=108&tmpl=component&Itemid=0 Análise de efetividade / avaliação de impacto Estudo estatístico / quantitativo en_US
dc.description.abstract Esta dissertação apresenta um estudo sobre as políticas públicas e as dimensões de gênero no Brasil. Trata-se de uma pesquisa quantitativa realizada a partir de registros estatísticos dos gastos federais com os programas sociais e de dados dos indicadores de gênero, Sistema Nacional de Indicadores de Gênero e Retrato das Desigualdades, instrumentos utilizados para sistematizar várias informações em relação à situação das mulheres brasileiras. O trabalho analisa algumas variáveis do índice de desenvolvimento de gênero como a População Economicamente Ativa, renda média, taxa de desemprego, chefia familiar, escolaridade e o acesso a bens de consumo duráveis de forma a diagnosticar a situação feminina entre os anos 2003 e 2007. Logo após examinou-se os Programas Incentivo a Autonomia Econômica das Mulheres no Mundo do Trabalho e o Bolsa Família como forma de mensurar a autonomia econômica proporcionada pelos Programas às mulheres beneficiárias, avaliando sob o recorte da gestão dos recursos e capacitação profissional. Conclui-se que os Programas analisados contribuíram em alguns momentos para a melhoria das condições de vida das mulheres pela perspectiva da autonomia gerada, embora ainda esteja distante da equidade de gênero. Em outros momentos intensificou-se as desigualdades e estereótipos entre os sexos vigentes na sociedade, como é o caso do Programa Bolsa Família, que em suas normativas priorizam as mulheres como beneficiárias, acarretando na responsabilização feminina pelos trabalhos de reprodução e do cuidado. en_US
dc.description.sponsorship Dissertação apresentada como parte dos requisitos para a obtenção do título de mestre em Desenvolvimento Social junto ao Programa de Pós- Graduação em Desenvolvimento Social da Universidade Estadual de Montes Claros. en_US
dc.language.iso pt en_US
dc.publisher Universidade Estadual de Montes Claros en_US
dc.relation.ispartofseries Dissertação - Mestrado Acadêmico;
dc.subject Gênero; políticas públicas; autonomia econômica en_US
dc.title Políticas públicas, gênero e autonomia econômica das mulheres: uma análise de programas do governo brasileiro no período de 2000 a 2007 en_US
dc.type Thesis en_US


Arquivos deste item

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro simples

Pesquisar


Busca avançada

Navegar

Minha conta