Sujeito e consciência entre a alienação e a emancipação

DSpace/Manakin Repository

Show simple item record

dc.contributor.author EUZÉBIOS FILHO, Antonio
dc.contributor.other Orientadora, Profa. Dra. Raquel Souza Lobo Guzzo
dc.date.accessioned 2015-06-19T13:34:04Z
dc.date.available 2015-06-19T13:34:04Z
dc.date.issued 2010
dc.identifier.uri http://acervodigital.mds.gov.br/xmlui/handle/123456789/765
dc.description Por questões de direitos autorais o Download deste material deve se feito pelo Link a seguir: http://www.bibliotecadigital.puc-campinas.edu.br/tde_busca/processaPesquisaPortal.php?tipoPesquisa=0&nrPagina=1&pesqExecutada=0&nrExpressoes=1&campo%5B0%5D=TODOS&texto%5B0%5D=%22Antonio+Euz%C3%A9bios+Filho%22&Submit=Buscar+%BB&qtdRegPagina=5&listaDetalhes%5B%5D=1648 O PBF é recorte de público Pesquisa de campo / estudo de caso en_US
dc.description.abstract Este trabalho buscou analisar aspectos da consciência de classe de beneficiários e cadastrados em programas de transferência de renda. Esta pesquisa foi desenvolvida em uma região de Campinas, marcada pela desigualdade social. Nesse cenário, tomamos contato com as participantes, por meio de um projeto de extensão universitária, que desenvolve atividades em instituições públicas. Nossa pesquisa adotou uma metodologia qualitativa, construtivo-interpretativa, com base no materialismo histórico e dialético. Foram realizadas entrevistas com oito mulheres entre 22 e 58 anos, sendo uma beneficiária do Renda Cidadã, duas cadastradas no Bolsa Família e cinco que recebem este último benefício. Pela interpretação das entrevistas, pudemos constatar que o sentimento de indignação está presente na consciência das participantes. É consenso que a vida não está fácil e que é preciso melhorá-la. Mas o grande desafio é transformar as ideias em ação. Para alcançarem melhores condições de vida - um emprego, uma casa, um salário melhor - as participantes tendem a priorizar a ação individual à ação coletiva. Envolveram-se em movimentos políticos, movidas pela afetividade. Em alguns momentos, as participantes são protagonistas, propõem e realizam ações políticas em suas comunidades. Em outros momentos aguardam, passivamente, o Estado garantir seus direitos. Esse movimento contraditório, entre o fatalismo e a reivindicação, é reforçado por uma confusão ideológica entre o que é considerado direito e favor. Assim, as participantes veem seus direitos serem retirados pelo Estado, mas entendem os benefícios como uma ajuda do governo. Palavras-chave: sujeito, consciência, alienação, fatalismo, emancipação. en_US
dc.language.iso pt en_US
dc.publisher Pontifícia Universidade Católica de Campinas en_US
dc.relation.ispartofseries Tese - Doutorado;
dc.subject Sujeito; Consciência; Alienação; Fatalismo; Emancipação en_US
dc.title Sujeito e consciência entre a alienação e a emancipação en_US
dc.type Thesis en_US


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account